Matérias

STAN LEE, O MAIOR DOS HERÓIS

STAN LEE
STAN LEE

STAN LEE MORREU!!! COMO ASSIM, O MESTRE ESTÁ MORTO?

Pois é, foi assim que eu recebi a notícia, parecia tão surreal que não queria acreditar, então eu incrédulo que sou corro para quem sabe de tudo: o Google. Então está lá todos os sites falando sobre essa perda incalculável para o mundo nerd. Meu coração partiu em mil pedaços, justo eu que geralmente sou forte para esses tipos de notícias.

Então me veio a cabeça: vou fazer um mega texto no Facebook ou no Instagram, mas decidi esperar e refletir o que escrever. Conto sua biografia, conto quais foram os personagens criados por ele, ou o que significa a Excelsior? Não tudo isso foi dito em questão de minutos após o comunicado de sua morte.

O que escrever então? Como homenagear uma pessoa tão importante para todos nós nerds, fãs da cultura pop.

Decidi então deixar uma homenagem mais pessoal, falando de como ele e seus personagens, um em especial, contribuíram para ajudar a moldar minha vida.

Esse ano tive a grata surpresa de ver a cinebiografia de uma de minhas bandas preferidas no cinema (não, não vou falar sobre Bohemian Rhapsody), mas infelizmente também tive essa triste perda.

Por volta do final dos anos 80, eu ainda um pré-adolescente, tomava conhecimento do fantástico mundo das hqs, ainda de maneira tímida com os gibis da Disney e Turma da Monica.

Mas a evolução foi extremamente rápida e num piscar de olhos estava lendo Conan de Robert E. Howard, quadrinho que não era lá muito adequado para minha idade, mas naquela época não tinha restrições. Mas então uma nova turma me chamou a atenção. Um desenho na tv do Homem-Aranha e seus amigos, Homem de Gelo e a Estrela de Fogo. Pronto, lá estava eu viciado em um novo super-herói, sim ele o amigão da vizinhança,  o Homem-Aranha, claro logo cai em cima das suas revistas (ou as que podia conseguir).

Por motivos financeiros não era fácil conseguir revistas novas e tinha que contar com amigos que emprestavam e com as trocas em bancas de feiras livres na minha cidade (ainda não tinha um sebo), mas aos poucos fui me aprofundando nas historias do personagem que tinha tudo que nós temos na vida real, problemas normais de trabalho, falta de dinheiro, problemas com a família,  dúvidas sobre o futuro e questões do coração. Como não gostar de um personagem assim?

E a medida que o tempo passava e eu crescia os quadrinhos de Stan Lee eram minha fuga da vida real, me fazendo esquecer as brigas de família, os estudos e a dificuldade de conseguir trabalho.

Claro que depois de conhecer o Homem-Aranha acabei conhecendo os personagens que o cercavam, Gata Negra, Demolidor, Luke Cage, Punho de Ferro e o Justiceiro. Só depois fui buscar os Vingadores e seus integrantes de uma maneira individual e por fim os X-Mens. O envolvimento com os quadrinhos não parou mais, indo para a concorrente – DC – e por fim para os grandes livros, romances, aventuras, fantasia e meus preferidos: as biografias. Por fim vim conhecer as hqs da editora Vertigo.

Essa minha viagem no mundo dos quadrinhos se deu no talento de um gênio que podia fazer histórias incríveis que nos levavam a querer ser o herói a fazer a diferença no mundo ou pelo menos na sua vizinhança, que como ele diz para Peter Parker “um homem pode fazer a diferença”. Stan Lee nos mostrou que, se não desistirmos, podemos eventualmente superarmos qualquer dificuldade, nos mostrou que com “Grandes poderes vem grande responsabilidades”, que podemos e devemos aprender a viver com as nossas diferenças e que assim como seus X-mens devemos lutar por um mundo igual e sem preconceitos.

Stan Lee, o pai de tantos heróis imortais, teve sua passagem por esse mundo encerrada, nos lembrando que não somos imortais, mas que nossas atitudes sim podem ficar na lembrança para sempre.

A Lee tudo que tenho a dizer é meu muito obrigado por todos esses anos de dedicação personagens inesquecíveis e histórias que nos levaram ou as lagrimas ou a momentos de extrema alegria.

Descanse em paz, velho mestre, e como sempre dizia Excelsior!

GALERIA DE HOMENAGENS:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 567 outros assinantes

Movie Aholic no Instagram

Quer aprender a programar?