Matérias

Mistério no Mediterrâneo: O que achamos do novo sucesso da Netflix

Mistério no Mediterrâneo (2019)

Quando falamos de Adam Sandler e Jennifer Aniston no mesmo filme, já pensamos em diversão garantida, não é? Contudo, quem assistiu ao novo filme da Netflix com a dupla – “Mistério no Mediterrâneo” – não ficou muito animado com a nova parceria, que de longe não é tão engraçada como “Esposa de Mentirinha” (2011).

Com direção de Kyle Newacheck, o filme conta a história do casal Spitz (Sandler e Aniston), que embarcam em uma aventura em alto-mar. Sandler é um policial que há tempos tenta se tornar detetive, mas nunca consegue passar na prova para o cargo. Envergonhado, ele diz para sua esposa (Jennifer Aniston) que trabalha na função, pedindo ao melhor amigo que o ajude nesta mentira. Um dia, ao chegar em casa, Nick é cobrado por Audrey sobre a sonhada viagem à Europa, prometida quando eles se casaram, 15 anos atrás. Pressionado, ele diz que já havia arrumado tudo e, assim, os dois partem em viagem. Ainda no avião, Audrey conhece o milionário Charles Cavendish (Luke Evans), que os convida para um tour a Mônaco a bordo do navio de seu tio (Terence Stamp). O casal aceita a oferta, sem imaginar que estaria envolvido com a investigação em torno de um assassinato em pleno alto-mar.

Lendo a sinopse imaginamos que temos todos os elementos para boas risadas, porém, em nossa humilde opinião, o filme é inferior.

A Netflix conquistou com ele a maior estreia, onde mais de 30 milhões de usuários assistiram ao filme em menos de 03 dias, mas toda essa grandeza não faz jus a produção.

Com roteiro fraco e caricato (além do normal), o filme tem poucos momentos realmente divertidos. Um ponto positivo é a luxuosa participação de Luke Evans, como o milionário Charles Cavendish, bem como o cenário escolhido para a produção, pontos conhecidos e incrivelmente lindos da Europa.

Adam Sandler nem de longe fez sua melhor performance, parecendo mais um coadjuvante. O personagem era sem graça, sem conteúdo e completamente perdido.

Aniston continua linda, mas merecia uma personagem à sua altura.

Os fãs de Adam Sandler sentiram falta de sua trupe, já que neste filme atores como Rob Schneider e Steve Buscemi ficaram de fora.

Essas considerações só mostram que juntar dois astros apenas num filme não é garantia de sucesso, sucesso este medido na impressão positiva, não apenas em números de audiência. Aniston vive novamente esta condição, já que no filme “Caçador de Recompensas” (2010), que estrelou com Gerard Butler, acontece exatamente a mesma coisa.

Assim, consideramos o filme mediano e que poderia, seguramente, ter um roteiro melhor.

Luke Evans, Adam Sandler e Jennifer Aniston em Mistério no Mediterrâneo (2019)

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 643 outros assinantes

Movie Aholic no Instagram

Quer aprender a programar?