Matérias Música

BRASILEIROS ESTÃO VAIANDO O FILME BOHEMIAN RHAPSODY

Bohemian Rhapsody
Bohemian Rhapsody

A cinebiografia da banda Queen e seu icônico vocalista Freddie Mercury, Bohemian Rhapsody, estreou no ultimo dia 01/11 e é um sucesso estrondoso de bilheteria, chegando a faturar em sua estreia aqui no Brasil R$ 9,6 Milhões.

O filme traz Freddie Mercury (Rami Malek) e seus companheiros Brian May (Gwilyn Lee), Roger Taylor (Ben Hardy) e John Deacon (Joseph Mazzello), que mudam o mundo da música para sempre ao formar a banda Queen, durante a década de 1970. Porém, quando o estilo de vida extravagante de Mercury começa a sair do controle, a banda tem que enfrentar o desafio de conciliar a fama e o sucesso com suas vidas pessoais cada vez mais complicadas.

Tudo que o filme retrata são o que os fãs da banda e de Freddie esperam por muitos anos e que enfim puderam ver no cinema. A chance de rever Freddie e seus amigos cantando seus maiores sucessos, como no Rock In Rio de 1985, mostram para os mais novos o quão foda eles foram.

Mas nem tudo é flores aqui nas bandas tupiniquim. Alguns brasileiros (que não são nem dignos de pena) estão vaiando as poucas cenas gays que retratam a vida amorosa de Freddie. Por mais incrível que pareça alguns ignorantes vaiaram o filme e com frases como “Bolsonaro vai acabar com essa putaria” e chegaram a sair de salas durante a seção e ,não contente com isso, ainda estão pelas redes sociais massacrando o filme. Isso, como me lembra um amigo, se da por conta do cenário político do país e de uma geração Spotify (que é um app muito e nada tem a ver com isso) que nunca ouviu um disco ou CD completo da banda e não teve nem a preocupação em procurar a historia do cantor.

Mas felizmente para a nossa sorte existe muitos fãs e pessoas de bom coração que não se preocupam com a vida intima de outras pessoas e que conseguem ver além da orientação sexual do cantor, focando em seu magnifico trabalho. Ainda bem que estas ações são minorias. Os espectadores, em sua maioria, consideram que o filme é uma homenagem digna e bem feita a Freddie Mercury e seu legado, deixando as sessões de cinema emocionados em reviver importantes momentos do rock mundial.

Vale mencionar que ações assim são fruto de falta de informação e diretamente ligadas ao que cada um traz internamente, não sendo prudente atribuir este fato a eleição de A ou B. Gente preconceituosa existe aos montes e devem ser responsabilizadas por suas ações. Homofobia é crime.

Respeito!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja Também

Bohemian Rhapsody (Crítica)

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 564 outros assinantes

Movie Aholic no Instagram

Quer aprender a programar?